março 01, 2016

Zaffe Libanês | Casamento com dança

BY Caká Magalhães 2 comments

Em 2015 eu conheci um casal interessante,no qual eu tive que percorrer alguns quilômetros para chegar até a casa deles,fica em recife mesmo,Moustafa e Emanuele.
Ele é libanês,tomamos café libanês,ele apresentou um pouco de sua cultura,de o quanto somos ignorantes de falar que são árabes,assim como sei que eles não gostam.
O engraçado que eu conheci o casamento com a dança por meio de Emanuele.
Por ser algo com uma cultura diferente,eu quero passar a vocês Oque é a chamada dancinha no casamento,e como achamos estranho.


Os noivos representam papéis majestosos perante a festa. É como se fossem o rei e a rainha. Os bailarinos representam seus súditos, soldados da guarda real a proteger, saudar e homenagear a realeza. Por isso elementos de lutas – com lanças, espadas e cimitarras – são sempre utilizados nos zaffes. A movimentação é forte, brutal e impactante, mas feita com muita alegria e exaltação. A representação de uma Corte remete ao período medieval; por isso, a vestimenta se refere de uma forma mais específica ao retrato da época.
Foto exclusiva,do site A garota do blog

Esses grupos podem apresentar os noivos de variadas maneiras. Os homens vêm sempre à frente, dançando; ao final trazem o noivo e em seguida vêm as mulheres dançando e trazendo a noiva. Entra o grupo todo e depois segue-se a apresentação dos noivos. Vários pontos podem ser diferentemente trabalhados a partir da criatividade do coreógrafo. Na participação feminina, cabem utilizações de véus (simples, sem rebuscamentos, no caso de elas dançarem junto dos homens). Pode haver apresentações mais específicas femininas, mas aí é feito adendo da programação musical, a título de enriquecer ainda mais a performance. É possível ainda aparecer candelabros (dançados com o ritmo zaffe que conhecemos), bailarinas de ventre e mais.As músicas utilizadas para o Zaffe libanês são dabkes fortes, alegres e muito populares no Líbano. Por essa razão, encontramos no Zaffe muitos passos de Dabke. Tradicionalmente os grupos de performance eram formados por homens; só depois as mulheres foram entrando.
fonte  : http://hannaaisha.blogspot.com.br/

O engraçado que o casamento deles não foi desse estilo,por ela ser uma brasileira evangélica e ele libanes ,foi algo mais simples. :)
Eu espero que tenham gostado dessa postagem,e para conferir a entrevista completa,veja

https://youtu.be/KciAWJDjlDQ

2 comentários:

  1. Nináh Albuquerquemarço 02, 2016 11:34 AM

    Amei o seu blog! Parabéns! Estou lhe seguindo e convido você para conhecer o meu cantinho também <3 Deus abençoe!
    http://majestadesanta.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caká Magalhãesmarço 02, 2016 3:58 PM

      ahhh obg,por vim até aqui,claro que irei visitar você :D bjs

      Excluir